in

20 evidências de que nada no desenho “Os Simpsons” é por acaso

Provavelmente todos já tiveram a oportunidade de assistir pelo menos uma vez “Os Simpsons”, ela é uma conhecida e amada série de animação adulta criada por Matt Groening para a Fox, esta série retrata de forma divertida e irreverente o estilo de vida da classe média que se passa na fictícia cidade de Springfield, ela satiriza de forma inteligente e bem humorada vários aspectos da condição humana, a animação foi renovada até a 30ª temporada e se tornou uma das séries mais longas da história da televisão mundial.
“Os Simpsons” possuem diversos fãs espelhados por todo o mundo, e provavelmente você pode ser um deles, pensando nisso nossa equipe de redação do site X4T, selecionou uma curiosa lista mostrando algumas evidências de que nada no desenho “Os Simpsons” é por acaso. Vale a pena conferir a lista completa abaixo!

1. O homem que falou com a voz de Michael Jackson.
No primeiro capítulo da terceira temporada surge um personagem (com problemas mentais) que diz ser o Michael Jackson. Mas vem cá, você sabia que foi o próprio Michael Jackson que dublou o personagem? Ele até participou de outros episódios, mas preferiu deixar sua participação no anonimato.

Foto: Reprodução/Fox

2. As semelhanças entre Homer e Krusty.
Vocês já devem ter reparado na semelhança dos dois personagens, certo? Existe uma explicação para isso. Antes, Krusty seria a essência oculta de Homer, com o objetivo de mostrar para Bart que Homer (uma pessoa que ele não respeita) é a mesma pessoa que ele tanto ama (Krusty). Depois, eles resolveram que o palhaço seria um personagem independente.

Foto: Reprodução/Fox

3. A expressão “D”Oh!”
A exclamação em inglês “D”Oh!” (um bordão utilizado pelo personagem Homer) é tão, mas tão famosa, que acabou entrando para o dicionário do idioma inglês da Oxford.


Foto: Reprodução/Fox

4. Matt Groening é representado no desenho.
Para quem não sabe, Matt Groening é o criador das séries de televisão Os Simpsons. Será que ele não seria representado no seriado? Na verdade ele é mostrado como o dono da loja de gibis. Como ele mesmo explica: “Não sou eu realmente, o personagem reflete como as outras pessoas me veem”.

Foto: Reprodução/Fox

5. Prevendo a epidemia do ebola.
São várias supostas previsões que Os Simpsons fizeram. Uma delas é a epidemia da ebola. Em um episódio de 1997, Bart está doente. Sua mãe entrega para ele um livro chamado “The curious George and the Ebola Virus”. Mas o que você acha, coincidência ou uma previsão real?

Foto: Reprodução/Fox

6. Previsão da cidade de Londres.
Na temporada 6, capítulo 19 exibido em 1995, Lisa faz uma viagem para Londres. Ao lado da Ponte da Torre aparece um edifício muito parecido com o prédio “The Shard”. O único problema é que o prédio só foi construído 14 anos depois. Mas uma vez, coincidência ou uma previsão real?


Foto: Reprodução/Fox

7. Previsão de tecnologia.
No mesmo episódio em que Lisa viaja para Londres, seu futuro namorado usa um relógio-telefone. Mas o episódio foi transmitido em 1995. De novo, coincidência ou uma previsão real?

Foto: Reprodução/Fox

8. Chamadas de vídeo.
Talvez e episódio que Lisa vai para Londres seja repleto de previsões. Os Simpsons já fazia chamadas de vídeo por telefone em 1995, algo que começou no mundo moderno há pouco tempo.

Foto: Reprodução/Fox

9. “Guerra nas Estrelas” e “Alvin e os Esquilos”.
Em 2009, um episódio da série mostrou pôsteres dos filmes “Guerra nas Estrelas” e “Alvin e os Esquilos” juntos. E não é que os dois filmes foram lançados no dia 18 de setembro de 2015?


Foto: Reprodução/Fox

10. Qual é o carro do Homer?
A abertura do seriado que mostra o carro de Homer estacionando na garagem é um clássico. Mas vocês já pararam para pensar que carro Homer usa? A versão da abertura do capítulo 15 da temporada 17 pode responder essa pergunta. Eles gravaram a abertura com pessoas reais e o carro usado foi um Lada 2105, como vocês podem ver no vídeo acima.

Foto: Reprodução/Fox

11. Respeitando as leis.
O seriado ganhou uma nova abertura em 2009. Nessa versão a Maggie está em uma cadeirinha própria para bebês andarem de carro (bebê conforto), seguindo as leis de trânsito da época. Viu como nada é por acaso?

Foto: Reprodução/Fox

12. Acompanhando a tecnologia.
Na mesma mudança da abertura, em 2009, o seriado acompanha a tecnologia. Poucas pessoas repararam, mas nessa nova abertura , os Simpsons se reúnem em frente a uma TV de tela plana e não naquela televisão de tubo que muita gente ainda usava.


Foto: Reprodução/Fox

13. O sofá.
Sabia que o tempo de sofá muda conforme o episódio do seriado? As aberturas mais longas são um tipo de reguladores de tempo. O seja, em capítulos muito longos, o tempo em que a família fica sentada no sofá na abertura é mais curto. Mas quando os episódios são mais curtos, o tempo que a família fica sentada no sofá é mais longo.

Foto: Reprodução/Fox

14. Por que diabos tinha um cachorro em “Comichão e Coçadinha”?
Realmente eles parecem pensar em tudo. A Fox pretendia apresentar o novo personagem do desenho animado “Comichão e Coçadinha”, no episódio The Itchy & Scratchy & Poochie Show. Eles então pediram aos roteiristas de Os Simpsons para acrescentarem o cachorro.

Foto: Reprodução/Fox

15. Os Simpsons não são amarelos por acaso.
Por que os Simpsons são amarelos? Matt Groening já explicou o porquê. Ele disse em 2007 que na hora de escolher a cor, eu não queria as cores convencionais de desenhos animados. Uma animadora apareceu com os Simpsons amarelos e, assim que ela me mostrou, eu falei: ‘Esta é a resposta!’. Quando você estiver zapeando pelos canais com o controle remoto, e piscar um flash de amarelo, você vai saber que está assistindo ‘Os Simpsons’.


Foto: Reprodução/Fox

16. A origem do nome Bart.
O nome do pirralho é simplesmente um anagrama da palavra “brat”, que significa exatamente pirralho.

Foto: Reprodução/Fox

17. Os nomes da família.
Quer saber o nome da família de Matt Groening? Sua mãe se chamava Margaret Wiggum, que inspirou o nome de Marjorie Simpson, a Marge. Já seu pai se chamava Homer Groening (nem precisa de explicação). As irmãs de Groening se chamavam Lisa Groening e Margaret Groening, ou Maggie. Sua terceira irmã se chamava Patricia Ann Groening, que foi quem inspirou o nome de Patty, irmã de Marge.

Foto: Reprodução/Fox

18. Só existem dois personagens com cinco dedos no seriado.
Dá para imaginar quem tem cinco dedos em Os Simpsons? Apenas Deus e Jesus têm cinco dedos, dando a eles algum tipo de “superioridade”.

Foto: Reprodução/Fox

19. O nome “Springfield”.
Matt Groening não escolheu esse nome por acaso. Em 2012, ele explicou o seguinte para a revista Smithsonian: “Percebi que Springfield é um dos nomes de cidade mais comuns nos Estados Unidos. Antevendo o sucesso do programa, eu pensei: ‘Isso vai ser legal, todo mundo vai pensar que é a sua Springfield’. E pensam mesmo”. Ele também revelou que a inspiração era a Springfield de Oregon, que fica perto de Portland, onde Groening passou parte da sua infância.

Foto: Reprodução/Fox

20. Quanto vale a Maggie?
Na abertura, a personagem Maggie passa na máquina registradora do supermercado. Quanto ela vale? Segundo pesquisas, o valor é o custo mensal gasto com um bebê. O mais curioso é que o preço foi mudando de acordo com a inflação.

Foto: Reprodução/Fox


Foto: Reprodução/Fox

Avatar

Artigo escrito por Alex Valadares, engenheiro eletricista por formação e grande admirador do mundo da arquitetura e curiosidades do mundo. Fundador, produtor, editor e roteirista do site X4T e página Portal na rede.

Artista basco faz esculturas de areia tão perfeitas que se parecem com animais vivos

19 possíveis engenheiros mostrando que são bons de serviço