in

20 filmes famosos que foram inspirados em histórias da vida real

Assistir um bom filme é uma atividade preferida de diversas pessoas no mundo todo, o gênero de filme pode ser o mais diverso possível, tais como: humor, romance, ação terror ou ficção cientifica tem para todos os gostos, por isso o cinema é um arte apreciadas por um grande numero de fãs.
Um filme se torna mais agradável quando ele é feito baseado em fatos reais. O fato de ter como base a realidade cria uma certa curiosidade que faz com que o espectador fique preso à tela. As imagens a seguir selecionado por nossa equipe de redação mostram as pessoas que tivera suas historias usadas para criar filmes famosos e certamente você já assistiu algum deles. Vale a pena conferir!

1. A Jovem Rainha Vitória (The Young Victoria), 2008
Um ano antes de subir ao trono, Victoria, com apenas 17 anos, conhece o sobrinho do rei da Bélgica, o príncipe Albert. Apesar de uma persistente convicção de que o monarca tinha enviado seu escolhido para conquistá-la simplesmente por acreditar que, no futuro, isso o ajudaria a consolidar sua posição política, a jovem se apaixona à primeira vista. O amor revela-se sincero e mútuo. Assim, em 1840, os dois se casam e iniciam uma vida feliz. Eles passaram 20 anos lado a lado, até que Albert morre vítima de uma doença. O belo filme mostra o início do relacionamento entre os dois e alguns dos problemas que o casal precisou enfrentar.


Foto: Reprodução/Brightside

2. Manolete — Sangue e Paixão, 2008
Essa história de amor ocorreu na vida real, na década de 1940. Manuel Laureano Rodríguez Sánchez é o toureiro mais popular e famoso da Espanha, cujas apresentações reúnem milhares de animados espectadores. Quando ele conhece e se apaixona pela polêmica atriz Lupe Sino, sua reputação vai ao chão. Rumores começam a circular dando conta de que a jovem está se aproveitando do talento de Manolete, mas na verdade, ela apenas se preocupa com ele por perceber que, cedo ou tarde, essa dedicação pode causar sua morte. O toureiro precisa fazer uma difícil escolha entre viver uma vida tranquila ao lado de sua amada ou continuar seguindo sua vocação.


Foto: Reprodução/Brightside

3. Atraídos pelo Destino (It Could Happen to You), 1994
A esposa de Charlie Lang é uma pessoa fútil, que só pensa e fala sobre dinheiro. Mas o policial vive sempre tão duro que às vezes não tem dinheiro sequer para dar uma boa gorjeta à garçonete. Por outro lado, em seu bolso aparece um bilhete de loteria que Charlie havia comprado antes, e este, sem hesitar, promete dar metade do prêmio à jovem caso ganhe. Graças a um incrível golpe de sorte, o bilhete é premiado, rendendo ao policial 4 milhões de dólares. Devemos admitir que o romance entre os protagonistas da história foi exagerado na produção do roteiro, mas a promessa de dividir o prêmio é absolutamente real.


Foto: Reprodução/Brightside

4. Doentes de Amor (The Big Sick), 2017
Esse filme foi rodado pelos próprios apaixonados protagonistas que se inspiraram pela história de seu relacionamento, e decidiram criar um belo longa sobre os obstáculos que a vida coloca no caminho de quem quer ser feliz. Em uma de suas atuações, o comediante Kumail Nanjiani se apaixona pela jovem americana chamada Emily V. Gordon. Tudo poderia ter dado certo, mas o homem faz parte de uma tradicional família paquistanesa que quer vê-lo casado com uma boa mulher muçulmana, sem admitir nenhuma outra alternativa. A família da americana também coloca empecilhos, e o jovem precisa encontrar meios de lidar com ela. Contudo, apesar de todas as dificuldades, o romance entre os dois ganha força com o passar do tempo.


Foto: Reprodução/Brightside

5. Minha Amada Imortal (Immortal Beloved), 1994
Beethoven morre e o responsável por seu espólio enfrenta um problema atípico: o compositor deixa sua fortuna para uma tal de “amada imortal”. O Secretário Schindler se vê obrigado a iniciar uma investigação para descobrir a identidade da herdeira. A partir daí, conhecemos as mais surpreendentes histórias de amor vivida pelo gênio da música e também as mulheres que ele considerava musas. O filme pode ser considerado uma tentativa de trazer à tona os conflitos pessoais que rondavam tanto a Beethoven quanto a sua verdadeira musa tão amada.


Foto: Reprodução/Brightside

6. O Novo Mundo (The New World), 2005
Esse drama histórico baseado nos livros do capitão John Smith conta sobre a conquista dos primeiros nativos na costa leste da América. Os personagens principais do filmes são a princesa Pocahontas e o ambicioso John Smith, cujos destinos mudam radicalmente quando se apaixonam. A jovem precisa escolher seu amado, optando por uma vida tranquila em família. Contudo, John não demora para sair novamente em busca de novas terras, e a vida da princesa vira de cabeça para baixo.


Foto: Reprodução/Brightside

7. Uma Mente Brilhante (A Beautiful Mind), 2001
O drama biográfico narra a vida de John Forbes Nash, um gênio da matemática e ganhador do Prêmio Nobel de Economia. Depois de ter feito um enorme trabalho no campo da Teoria dos Jogos, o profissional precisa encarar uma terrível doença: a esquizofrenia paranoide acompanhada de alucinações, que vai se agravando e colocando em risco seu trabalho e seus relacionamentos. Alicia, sua esposa, é consumida pela dor, mas ama demais o marido para se dar por vencida, então começa a lutar junto a ele.


Foto: Reprodução/Brightside

8. Cleópatra, 1963
O filme, vencedor de 4 Oscar, é considerado uma das produções românticas mais caras e belas da história. Ele conta a vida da famosa rainha egípcia, a bela Cleópatra, que está disposta a quase qualquer coisa para manter a grandeza de seu povo. Contudo, a trama principal da história é o amor entre a rainha e o bravo militar Marco Antônio. Involuntriamente, eles colocam a paixão acima dos assuntos públicos, como dever e honra. E isso acarretará aos dois consequências imprevisíveis.


Foto: Reprodução/Brightside

9. Como se Fosse a Primeira Vez (50 First Dates), 2004
O sedutor Henry Roth se apaixona pela charmosa loira Lucy Whitmore. Só que a jovem sofre com um raro tipo de amnésia, que faz com que ela, todas as manhãs, esqueça do que aconteceu no dia anterior. Henry decide investir mesmo assim, e todos os dias reaparece para conhecê-la mais e ganhar sua confiança. Não há provas exatas, mas existe a versão de que o filme foi inspirado na história da americana Michelle Philpots, para quem o tempo parou em 1994. A única diferença é que a mulher real conheceu seu marido antes de sofrer a amnésia, então o homem não precisava ganhar seu amor, e sim lembrá-la de que eram casados e recorrer a um sistema de bilhetes para contar à esposa sobre os acontecimentos mais importantes de sua vida a dois.


Foto: Reprodução/Brightside

10. Brilho de Uma Paixão, 2009
O filme relata a vida do poeta da geração mais jovem dos românticos ingleses: John Keats. Seu destino não foi fácil. Com apenas 15 anos, ele perdeu os pais, o que teve grande impacto em seu padrão de vida. Em certo momento, as circunstâncias financeiras limitadas fizeram com que Keats se tornasse um homem frágil e suscetível a doenças. O filme mostra apenas os 3 últimos anos da vida do poeta, época em que ele toma a consciência de que se apagava aos poucos. É quando ele, de repente, começa um relacionamento romântico com uma jovem chamada Fanny Brawne.


Foto: Reprodução/Brightside

11. Vivos (1993), Frank Marshall
Esta produção conta a história de um acidente de avião que aconteceu com o time de rúgbi do Uruguai, Old Christians Club, em 1972. De acordo com Antonio Vizintín (um sobrevivente), há uma enorme diferença entre o filme e a realidade. Se os fatos tivessem sido mantidos ao pé da letra, o filme teria ficado chato para o espectador, já que parecia que o tempo não passava e os protagonistas faziam exatamente a mesma coisa todos os dias. Por esta razão, o diretor dramatizou a história para excitar e envolver o público.
Também foram colocadas algumas cenas que não são verdadeiras, como uma em que os sobreviventes queimam caixas e guitarras, ou outras nas quais há luz, já que, como contam os sobreviventes, nas montanhas não havia luzes. Além disso, no filme, a chegada dos helicópteros de resgate aparece como uma surpresa inesperada, enquanto, na realidade, eles já estavam preparados para o resgate, pois souberam pelo rádio.


Foto: Reprodução/Brightside

12. O Pianista (2002), Roman Polanski
O protagonista da história real do pianista, Wladyalaw Szpilman, afirma em suas memórias que nasceu e passou a vida toda em Varsóvia. No entanto, as ruas que aparecem no filme são filmadas na Cracóvia. Nesse caso, as mudanças foram de natureza obrigatória, uma vez que os invasores de Hitler haviam devastado o gueto de Varsóvia e toda a capital polonesa. Polanski teve que reproduzir a Cidade Velha da capital, baseando-se, para isso, nas pinturas que o pintor italiano Canaletto criou nas ruas de Varsóvia.


Foto: Reprodução/Brightside

13. Intocáveis (2011), Olivier Nakache e Eric Toledano
Na realidade, o protagonista da história, Philippe Pozzo di Borgo, foi casado com uma rica herdeira quando sofreu o acidente que o deixou em uma cadeira de rodas. Sua esposa morreu três anos depois, no entanto o filme situa sua morte antes do acidente. O casal adotou dois filhos, que ficam fora da história e não aparecem na produção. O final também não corresponde à realidade: Philippe mudou-se para morar no Marrocos, onde encontrou seu novo amor, uma jovem marroquina, mãe solteira e duas filhas. Finalmente, Abdel Yasmin Sellou, ex-funcionário contratado para cuidar do aristocrata, não é de origem senegalesa, como diz o filme, mas argelino.


Foto: Reprodução/Brightside

14. Alcatraz: Fuga Impossível (1979), Don Siegel
Este é um dos filmes baseados em fatos reais mais fieis à realidade. Neste caso, a realidade até supera a ficção. Não há necessidade de adicionar nada para ligar o espectador desde o primeiro minuto. Os personagens reais, Frank Morris e os irmãos Clarence e John Anglin, conseguiram escapar da prisão de Alcatraz. Nunca se soube com certeza se eles sobreviveram ou não, mas, com o passar do tempo, apareceu uma carta supostamente escrita por Anglin na qual ele diz que os três conseguiram sobreviver.
O filme foi rodado na prisão real de Alcatraz, embora as celas dos protagonistas não fossem as que os personagens reais usaram. As que você vê na tela pertencem ao setor C, enquanto as autênticas eram do setor B. Se você visitar esta prisão, ainda é possível ver o buraco pelo qual eles escaparam e as cabeças de papel e gesso que eles fizeram para deixar em seus lugares.



Foto: Reprodução/Brightside

15. Cidade de Deus (2002), Fernando Meirelles e Kátia Lund
Cidade de Deus é, como a anterior, uma história real que ultrapassa a ficção. Mesmo os personagens são autênticos habitantes dessa favela e não atores. Tanto que um dos protagonistas do filme, Ivanzinho, tornou-se um dos bandidos mais procurados do Rio de Janeiro.
A única mudança realizada foi que o filme não foi rodado na favela Cidade de Deus, porque isso representava risco para a produção. Para evitar as possíveis consequências, decidiu-se selecionar uma área menos perigosa: Cidade Alta.


Foto: Reprodução/Brightside

16. Sempre ao Seu Lado (2009), Lasse Hallström
A mudança mais drástica é que, na vida real, a história se passa em Tóquio, não nos Estados Unidos. Outra mudança de roteiro foi a causa da morte do professor Hidesaburo Ueno, que, na verdade, morre de hemorragia cerebral, não de ataque cardíaco, como no filme. Finalmente, o cachorro Hachiko, protagonista indiscutível da história, foi intencionalmente comprado pelo professor, e não encontrado na estação como retratado no cinema.


Foto: Reprodução/Brightside

17. 127 horas (2010), Danny Boyle
Aron Ralston, protagonista desta história terrível, afirmou que o filme é tão preciso que está perto de um documentário, e que há poucas mudanças feitas nesta história. Uma delas aparece nas primeiras cenas, quando Ralston encontra com dois caminhantes. Na realidade, ele só mostrou algumas técnicas de escalada e não uma lagoa escondida como aparece no filme.


Foto: Reprodução/Brightside

18. À Procura da Felicidade (2006), Gabriele Muccino
Na história real, o filho de Chris Gardner ainda era um bebê, enquanto no filme ele foi mudado para um menino de 5 anos de idade. Isso adiciona drama à situação, já que podemos ver os sentimentos e pensamentos da criança ao longo da história. Outra das mudanças feitas pelo diretor foi que, no filme, as práticas de Chris na prestigiada corretora não eram remuneradas, ao contrário da realidade.


Foto: Reprodução/Brightside

19. Prenda-me se for Capaz (2002), Steven Spielberg
Na realidade, o protagonista Frank Abagnale nunca viu seu pai depois de fugir de casa. No entanto, Spielberg acrescentou esse reencontro, tratando assim o tema do orgulho que sente o pai ao ver seu filho com o uniforme de piloto e a necessidade de Frank de sempre agradá-lo. Outra das mudanças do diretor reside na fuga do protagonista, já que, quando regressam da França aos Estados Unidos, Abagnale escapa pela parte de trás de um Boeing 737 e não pelo banheiro, como no filme.


Foto: Reprodução/Brightside

20. Eu, Tonya (2017), Craig Gillespie
O filme conta a verdadeira história da patinadora Tonya Harding e a rivalidade com sua parceira Nancy Kerrigan. Em janeiro de 1994, seu ex-marido atacou a rival mais forte de Tonya, a colega de equipe Nancy Kerrigan. Embora Tonya tenha negado seu envolvimento na agressão, ela foi condenada por encobrir seu marido e guarda-costas e proibida para sempre de patinar. Portanto, embora o filme seja posicionado a favor de Tonya, diferentes pontos de vista também aparecem dependendo do personagem. Desta forma, fica a critério do espectador se posicionar e decidir em qual versão acreditar.


Foto: Reprodução/Brightside

Loading...

Avatar

Artigo escrito por Alex Valadares, engenheiro eletricista por formação e grande admirador do mundo da arquitetura e curiosidades do mundo. Fundador, produtor, editor e roteirista do site X4T e página Portal na rede.

22 pessoas levaram o design das máscaras de proteção a outro patamar

27 fotos onde fica a pergunta: “Mas que raios está acontecendo aqui?”