in

20 fósseis antigos e incríveis que farão você dizer ‘uau’

Algumas pessoas encaram a ida a museus como sendo uma tarefa chata e cansativa, mas quando o assunto é observar ossos e fósseis da era dos dinossauros é uma história totalmente diferente. Todos nós ficamos curiosos para saber um pouco mais sobre esta era que se passou a milhões de anos atrás.
Não se pode negar que isto é um campo de estudo e pesquisa de milhares de paleontólogos e cientistas, os fósseis, restos de seres vivos preservados em materiais a exemplo de rochas, gelo e resina são não apenas fonte de informações valiosas sobre a evolução da vida e a história geológica do nosso planeta como também objeto de fascinação para milhares de admiradores.
Pensando nisso, nossa equipe de redação do site X4T, reuniu alguns fósseis curiosos e legais, desenterrados por cientistas que juntos formam uma lista elegante e educacional. Vale a pena conferir a lista completa abaixo!

1. Este fóssil de um borealopelta encontrado em uma mina de areias de óleo da Suncor Energy, considerado o fóssil de dinossauro mais bem preservado de seu tamanho já encontrado.
O Borealopelta, que significa escudo do norte em latim, é um gênero de anquilossauros (dinossauros herbívoros) da época do Cretáceo Inferior (100–145 milhões de anos atrás) que vivia na área da atual Alberta, Canadá. Foi descoberto na Millennium Mine, uma mina de areias petrolíferas perto de Fort McMurray, Alberta, que pertence à empresa de energia integrada Suncor Energy.


Foto: Reprodução/Boredpanda

2. Esses moluscos extintos (amonites) se tornaram iridescentes durante seu processo de fossilização.
As amonites eram animais marinhos que, de acordo com pesquisadores, foram extintos durante o famoso evento de extinção Cretáceo-Paleógeno (K-Pg) , ou naquela época, 66 milhões de anos atrás, quando o cometa atingiu a Terra, tornando três quartos da vida do planeta extinta.


Foto: Reprodução/Boredpanda

3. Este enorme fóssil de concha de tartaruga de 8 milhões de anos é do tamanho de um carro, esse animal era uma espécie de tartarugas de batalha.
Este Stupendemys tratava-se de uma tartaruga gigante do tamanho de um sedã comum, medindo 13 pés de comprimento e pesando 1,25 toneladas, esta besta pré-histórica tinha uma concha que a evolução projetou para a batalha – uma de suas principais ameaças era Purussauri , uma espécie pré-histórica de jacaré de aproximadamente 10 metros (um tipo de crocodilo).


Foto: Reprodução/Boredpanda

4. Esta múmia de Edmontosaurus, ou AMNH 5060, foi o primeiro espécime de dinossauro encontrado com um esqueleto e impressões de pele ambos bem preservados.
Esta múmia de dinossauro em particular foi encontrada e escavada em 1908 pelo colecionador de fósseis Charles Sternberg e seus filhos. Para um dinossauro que foi mumificado naturalmente entre 66 e 68 milhões de anos atrás, é extraordinário ver sua pele, mãos, tendões, narinas, conteúdo estomacal e várias outras partes do corpo quase intactas.


Foto: Reprodução/Boredpanda

5. Whale Valley, lar de centenas de fósseis de algumas das formas mais antigas de baleia, todos bem intactos.
É uma sorte os arqueólogos encontrarem um espécime fóssil, mas encontrar centenas em um só lugar é o equivalente arqueológico de tirar a sorte grande. Entre no Vale da Baleia, ou Wadi Al-Hitan , um sítio paleontológico a cerca de 93 milhas (150 quilômetros) a sudoeste do Cairo, Egito, que foi designado Patrimônio Mundial da UNESCO em 2005 por suas centenas de fósseis de algumas das formas mais antigas de baleia – os archaeoceti , uma sub-ordem das baleias agora extinta.


Foto: Reprodução/Boredpanda

6. Um fóssil de 248 milhões de anos de uma mãe chaohusaurus dando à luz.
O nascimento é um processo perigoso, pois muitas coisas podem dar errado, mas para este Chaohusaurus, tudo terminou ainda pior. O fóssil de 248 milhões de anos foi encontrado no sul de Majiashan, China, em 2011. A mãe carregava pelo menos três filhos: um foi encontrado embaixo do corpo da mãe, o terceiro ainda estava dentro dela, esperando para nascer, e o do meio, o segundo, estava a meio caminho do canal de parto. Uma visão bastante única para ver em forma de fóssil!


Foto: Reprodução/Boredpanda

7. Este dente hipnotizantemente opalizado de um dinossauro encontrado em Lightning Ridge, Austrália cerca de 110 milhões de anos atrás.
Não se sabe de qual dinossauro esse dente vem, mas ao longo dos anos, ele conseguiu opalizar de maneiras hipnotizantes. Mas o que se sabe é que foi encontrado em Lightning Ridge, Austrália.


Foto: Reprodução/Boredpanda

8. Um réptil não de uma, mas de duas cabeças do período cretáceo da China.
Os cientistas conseguiram encontrar um fóssil de um réptil extremamente raro que normalmente teria uma cabeça, mas em vez disso tem duas. O Museu Paleontológico de Shenzhen tem um espécime desse minúsculo réptil de pescoço longo que foi originalmente encontrado fossilizado em Yixian, província de Liaoning, nordeste da China.


Foto: Reprodução/Boredpanda

9. Um Velociraptor e um Protoceratops Fossilizados em meio a uma Batalha.
Na foto, você pode ver um Velociraptor, um dinossauro herbívoro de 6 pés (2 metros) de altura e 180 libras (80 quilos) e um Protoceratops, um dinossauro herbívoro de 5,9 pés (1,8 metros) de comprimento, lutando contra ele Fora. De repente, uma forte tempestade de areia se aproxima e enterra os dois vivos, pois eles estão muito ocupados mostrando um ao outro quem manda.


Foto: Reprodução/Boredpanda

10. As maiores fezes humanas fossilizadas encontradas na Terra até agora denominadas coprólito do Lloyds Bank.
Uma entrada um pouco incomum nesta lista e provavelmente muitos de vocês não esperavam. Este é o coprólito Lloyds Bank, um termo sofisticado para excremento fossilizado. Como o nome sugere, ele foi encontrado abaixo do local do que viria a ser a agência do Lloyds Bank em York em 1972. Uma análise do excremento mostrou que quem o produziu comeu principalmente carne e pão. Ele também incluiu centenas de ovos de parasitas, sugerindo que o humano estava sofrendo de vermes intestinais.


Foto: Reprodução/Boredpanda

11. Esta impressão de pele fossilizada do hadrossauro chamada ‘Dakota’.
Este fóssil de Edmontosaurus annectens tem cerca de 67 milhões de anos, datando da idade maastrichtiana do período Cretáceo. Os pesquisadores acreditam que ele pertencia a um espécime que tinha cerca de 12 metros de comprimento e pesava cerca de 35 toneladas.


Foto: Reprodução/Boredpanda

12. O primeiro esqueleto T-Rex completo do mundo de 67 milhões de anos atrás.
Foi encontrada em 2006, mas apenas recentemente revelada ao público, um T-Rex com todos os seus ossos completamente intactos . Este Tyrannosaurus rex foi encontrado enterrado em sedimentos ao lado de um Triceratops. Os cientistas acreditam que os dois travaram uma briga no momento de sua morte. O fóssil foi, portanto, apelidado de Dinossauros de Duelo.


Foto: Reprodução/Boredpanda

13. Um fóssil de uma cobra pré-histórica de 68 milhões de anos enrolada em ovos e um bebê dinossauro, a cobra estava pronta para devorá-los.
Sanajeh é um gênero de cobra madtsoiida do fim do Cretáceo do oeste da Índia atual. Como você deve ter adivinhado, a espécie está extinta. Em vez disso, aqui você vê um fóssil de 68 milhões de anos da referida cobra que estava prestes a devorar um titanossauro, mas acabou sendo enterrada sob um deslizamento de terra junto com todos os ovos do ninho de dinossauro.


Foto: Reprodução/Boredpanda

14. Este fóssil de uma árvore que ainda está na vertical e incrustada na lateral de uma formação de penhasco.
No Canadá, encontramos uma formação geológica única chamada Formação Joggins, esta região possui vários fósseis que datam do período Carbonífero, que remonta a 298-358 milhões de anos atrás. Os geólogos consideram este um local significativo por causa de sua saturação de plantas fossilizadas e uma das florestas de carvão mais bem preservadas que conhecemos.


Foto: Reprodução/Boredpanda

15. Este fóssil de 47 milhões de anos são de duas tartarugas ‘apanhadas no ato’ é o primeiro de seu tipo.
Em 1987, os pesquisadores encontraram um fóssil incomum de 47 milhões de anos na Cova Fóssil de Messel, na Alemanha. Acontece que este par de tartarugas estava no meio de seu ato de acasalamento no meio de um lago com águas tóxicas.


Foto: Reprodução/Boredpanda

16. Leonardo, o braquilofossauro lagarto de crista curta mumificado e totalmente intacto a 77 milhões de anos atrás.
Em julho de 2000, um espécime de Brachylophosaurus, que o mundo veio a conhecer como Leonardo, foi desenterrado. Para a surpresa de todos, ele tinha um esqueleto totalmente articulado e até parcialmente mumificado e agora é considerado um dos mais espetaculares achados de dinossauros de todos os tempos.


Foto: Reprodução/Boredpanda

17. Crinoides fossilizados que acabaram sendo a inspiração para os monstros apresentados no filme de terror ‘Alien’.
Este não está realmente extinto, pois ainda existem várias espécies de crinóides (mais comumente chamados de lírios do mar , um tipo de animal marinho) ainda encontrados em nossos oceanos, mas certamente existem fósseis assustadores desses espécimes também. Os mostrados acima são crinóides fossilizados do período Carbonífero cerca de 300 a 360 milhões de anos atrás, serviram de inspiração para filmes como Alien.


Foto: Reprodução/Boredpanda

18. O tamanho absolutamente impressionante da perna deste argentinossauro (com parado na escala humana).
O Argentinosaurus é um gênero de dinossauros saurópodes gigantescos que viviam durante o período do Cretáceo Superior (66-100 milhões de anos atrás) na atual Argentina. Eles são caracterizados por seu tamanho gigantesco, estimado ter pernas traseiras de até 15 pés (4,5 metros), um comprimento de tronco de 23 pés (7 metros) e um comprimento total do corpo de 98 pés (30 metros). Ah, e seu peso estimado é de cerca de 60 a 100 toneladas.


Foto: Reprodução/Boredpanda

19. O maior predador da Terra Megalodon.
O tubarão Megalodon é considerado o maior predador que já viveu na Terra. Sua mandíbula levou 10 anos para ser reconstruída! Isso mesmo, 10 anos! Quando são consideradas as medidas da estrutura, se entende o porquê de tanta demora: ela tem 2,74 metros de altura e 3,35 metros de comprimento – simplesmente a maior mandíbula já montada. Seu próprio nome já é bem sugestivo. Megalodon significa grande dente e é uma espécie extinta que viveu durante a Era Cenozóica.


Foto: Reprodução/Boredpanda

20. O maior dinossauro já descoberto, o Dreadnoughtus.
Foi na Patagônia argentina, em 17 de maio de 2014, que os ossos fossilizados do que pode ser o maior dinossauro já descoberto foram encontrados. Com base na magnitude de seus ossos, acredita-se que ele tinha 40 metros de comprimento e 20 metros de altura e pesava 77 toneladas, sete a mais do que se acreditava ser o dinossauro mais pesado, o Argentinosaurus. O animal é um titanossauro, um herbívoro gigante que viveu durante o Cretáceo Superior. O fóssil foi encontrado por um fazendeiro e em seguida escavado por um time de paleontologistas do Museu de Paleontologia Egidio Feruglio. O gigante herbívoro viveu nas florestas da Patagônia entre 95 e 100 milhões de anos atrás e foi batizado recentemente de Dreadnoughtus, ou Fearing Nothing.


Foto: Reprodução/Boredpanda

Avatar

Artigo escrito por Alex Valadares, engenheiro eletricista por formação e grande admirador do mundo da arquitetura e curiosidades do mundo. Fundador, produtor, editor e roteirista do site X4T e página Portal na rede.

25 pessoas que terão um dia de sorte, só que não hoje

Desenhista usa arte digital para recriar 35 personagens famosos de desenhos na vida real