in

21 esquisitices sobre o nosso corpo, que a maioria de nós temos

Um organismo vivo, possuí características físicas que englobam as funções fisiológicas, um exemplo disso é o corpo humano que é constituído por diferentes partes, entre elas: a pele, os músculos, os nervos, os órgãos, os ossos etc. Cada uma dessas partes são formadas por inúmeras células que apresentam formas e funções definidas com os quais funcionam tudo de modo integrado.
Mas nem sempre todas as pessoas são satisfeitas com o seu próprio corpo, isso porque elas podem possuir algumas características que geralmente são consideradas incomuns por uma grande maioria de pessoas, sendo esse um dos fatores de se optar por uma cirurgia para que seja feito algum tipo de correção. Em contrapartida a esse tipo de pensamento algumas pessoas sentem orgulho do seu corpo por possuírem alguma característica diferente do comum.
Mas alguns usuários da Internet descobriram e, claro, compartilharam com o mundo via redes sociais que algumas características mesmo sendo diferentes podem ser observadas em várias pessoas. Pensando nisso, nossa equipe selecionou uma lista de algumas características e curiosidades do corpo humano. Vale a pena conferir!

1. Existe uma mancha branca no seu joelho esquerdo? Ou em ambos?

Foto: Reprodução/Depositphotos

Olhe atentamente para o seu corpo, essas manchas são especialmente perceptíveis, quando você se bronzeia. Algumas pessoas têm mais e outras, menos. As modelos também têm essas marcas e usam pós e bases de maquiagem para ocultá-las.
Explicação: um caso parecido com o dos dedos, que acabamos de mencionar. Todos nós machucamos nossos joelhos na infância e as manchas brancas são os traços dessas lesões. Se você for canhoto, terá mais do lado direito e se for destro, do lado esquerdo.

2. Um olho vê melhor do que o outro.

Foto: Reprodução/Depositphotos

Feche um olho e olhe para longe. Então abra e feche o outro. Se você tiver mais de 20 anos de idade e não usar óculos, então certamente verá pior com um deles.
Explicação: na maioria das vezes não há nada com o que se preocupar. Em geral, um dos nossos olhos é o dominante e o cérebro é guiado por ele para perceber as imagens. E, por causa disso, você pode enxergar mais claramente e melhor com um do que com o outro. Mas faça exames de vista regularmente para o tirar a dúvida: às vezes, uma imagem borrada pode ser o sintoma de algum problema ou de alterações relacionadas à idade.

3. Você consegue levantar a sobrancelha esquerda ou as duas ao mesmo tempo, mas não a direita.

Foto: Reprodução/Depositphotos

É muito provável que você consiga erguer a sobrancelha esquerda ou as duas ao mesmo tempo, mas não consiga fazer o mesmo apenas com a direita. Também é possível que ocorra o oposto: a sobrancelha direita se levanta, mas a outra não.
Explicação: nossos nervos e músculos não são muito simétricos, então algumas coisas fazemos melhor com uma metade do corpo do que com a outra. Algumas pessoas conseguem erguer cada sobrancelha individualmente, mas são casos extremamente raros.

4. Você consegue fazer o gesto de monóculo, mas não o de binóculo?

Foto: Reprodução/Depositphotos

O craque britânico Dele Alli faz com as mãos truques que quase ninguém consegue. Uma delas é exatamente o ’binóculo’ com apenas uma mão. Seus seguidores do Instagram tentam imitá-lo, postando suas fotos com a hashtag #DeleAlliChallenge — algo como
Explicação: esses truques são fáceis de fazer pelas crianças, porque elas têm dedos flexíveis e articulações jovens. Embora seja fácil para os adultos fazerem o ’monóculo’, poucas pessoas conseguem fazer o binóculo usando os 4 dedos.

5. Você tem uma marca de nascença perto do joelho ou na axila?

Foto: Reprodução/Depositphotos

Muitas marcas de nascença desaparecem nos primeiros anos de vida, mas algumas permanecem para sempre. E são encontradas com maior frequência na axila, perto das costas ou ao lado do joelho, no interior das coxas.
Explicação: aqui, a resposta não tem nada a ver com pequenos acidentes domésticos. Uma em cada 10 pessoas nasce com uma marca. A maioria das que continuam visíveis na pele por toda a vida se formam ao lado da axila ou da perna. Embora as razões para isso ainda não estejam claras.

6. Segundo os cientistas, o cérebro humano tem 1 petabyte (ou 1000 terabytes) de memória.

Foto: Reprodução/Depositphotos

Cientistas da Universidade do Texas, em Austin, conseguiram descobrir que uma sinapse (o local de contato entre dois neurônios) tem um volume de memória de 4,7 bits. Tendo em conta a quantidade de sinapses no cérebro, a quantidade aproximada de sua memória é igual a um petabyte: isso é 10 vezes mais que se costumava pensar. Se você imagina essa quantidade sob a forma de um arquivo gráfico, sua impressão com 20 cm de largura teria um comprimento de mais de 77 mil quilômetros.

7. A probabilidade de morrer de um ataque cardíaco é maior às segundas-feiras do que em qualquer outro dia da semana.

Foto: Reprodução/Depositphotos

Pesquisas realizadas por cientistas suecos mostraram que o risco de morrer de parada cardíaca é maior às segundas e também durante os feriados de Natal e Ano Novo, e é menor nos sábados e no mês de julho.

8. Os ossos humanos são várias vezes mais resistentes do que o concreto.

Foto: Reprodução/Depositphotos

A explicação é simples: nossos ossos são um material composto, sólido e elástico ao mesmo tempo. Os ossos contêm hidroxiapatita de cálcio (60%) e colágeno, substância que faz com que seja resistente a trincas.

9. Para queimar 1 quilograma de gordura, você precisa gastar 7700 quilocalorias.

Foto: Reprodução/Depositphotos

Quando perdemos peso, a gordura excessiva se quebra em dióxido de carbono (CO2) e água, liberando energia. Para se livrar de 1 kg de gordura, você deve gastar 7700 kcal, o que equivale a 10 horas de jogging, 16 horas natação ou 24 horas dançando.

10. A superfície dos pulmões humanos é aproximadamente equivalente à de uma quadra de tênis.

A estrutura desse órgão inclui alvéolos, que participam da troca de gás. Se você somar a superfície de todos os alvéolos, terá uma superfície equivalente a uma quadra de tênis.

11. O soluço pode durar anos.

Foto: Reprodução/Depositphotos

Segundo cientistas, os homens sofrem mais desse problema do que as mulheres. O americano Charles Osborne entrou no Guinness Book, porque não conseguiu curar seu soluço por 68 anos, de 1922 a 1990. Após esse período, o soluço desapareceu por conta própria. Mesmo com o desconforto, Charles viveu uma vida normal, trabalhou, formou uma família e viveu 96 anos.

12. O ser humano tem mais de 5 órgãos sensoriais.

Foto: Reprodução/Depositphotos

A visão, a audição, o olfato, o tato e o paladar não são todos os nossos órgãos dos sentidos. De acordo com várias pesquisas, os cientistas dizem que temos de 9 a 20 órgãos de sentido. Por exemplo, senso de tempo, a termorrecepção (sensação de calor), a equilibriocepção (senso de equilíbrio) e também a propriocepção, a consciência do próprio corpo. Graças a ela, podemos tocar nossos narizes com os olhos fechados: sentimos onde ele está, sem precisar olhar no espelho.

13. A córnea é o único tecido no organismo que não tem vasos sanguíneos.

Foto: Reprodução/Depositphotos

Devido à ausência total de vasos sanguíneos, a córnea é transparente, um fato que é muito útil: os vasos provavelmente interfeririam em nossa visão. A nutrição e o fornecimento de oxigênio deste tecido são realizados por meio da difusão das substâncias necessárias das estruturas que cercam a córnea.

14. A maioria das crianças nasce com olhos azuis.

Foto: Reprodução/Depositphotos

Muitas crianças nascem com os olhos azuis, mas nem todos conservam essa cor durante a vida. Isto se deve ao fato de que o pigmento melanina é responsável pela cor da íris. Quanto mais melanina na íris, mais escura a cor dos olhos. Os bebês de pele clara ainda têm muito pouco pigmento, mas conforme é produzido, a cor dos olhos pode mudar.

15. O embrião cura sua mãe.

Foto: Reprodução/Depositphotos

Os cientistas notaram que 50% das mulheres que sofriam de cardiomiopatia foram curadas desse problema durante a gravidez sem nenhum tratamento. Isso se explica pelo fato de que as células tronco do feto são capazes de restaurar os tecidos danificados de sua mãe.

16. As mulheres piscam 2 vezes mais do que os homens.

Foto: Reprodução/Depositphotos

Acredita-se que isso se deve às diferenças no sistema hormonal: nas mulheres, o nível de estrogênio é maior. Este hormônio, entre outras coisas, estimula a produção de lubrificantes naturais, hidratando as mucosas, mesmo dos olhos.

17. Quando espirramos, fechamos os olhos para que as bactérias não entrem.

Foto: Reprodução/Depositphotos

É difícil espirrar com os olhos abertos, mas é possível. Mas, mesmo assim, fechamos os olhos por um motivo: fazendo isso instintivamente, o corpo protege nossos olhos de uma possível infecção bacteriana.

18. De manhã, somos 1 centímetro mais altos do que à noite.

Foto: Reprodução/Depositphotos

Durante o dia, enquanto estamos de pé, nossos discos intervetebrais se tornam mais finos e densos por causa do impacto do peso que faz pressão sobre eles. Enquanto dormimos, os discos retornam ao seu tamanho normal e, por isso, parecemos um pouco mais altos pela manhã.

19. O ouvido humano é capaz de perceber moléculas.

Foto: Reprodução/Depositphotos

Para ter certeza disso, faça esta experiência simples: feche seus olhos e peça a alguém que derrame água fria em um copo e, no outro, água fervente. Você ouviu a diferença entre os sons dessas águas, não? Nos dois casos, trata-se de água comum. A única diferença é a velocidade de movimento de suas moléculas.

20. Exercícios abdominais não garantem um abdômen “tanquinho”.

Foto: Reprodução/Depositphotos

Às vezes, as pessoas exercitam seu abdômen por meses, mas não conquistam a sonhada barriga de tanquinho. E isso acontece, entre outras coisas, por causa da porcentagem de gordura no corpo. Para ter um corpo escultural, a porcentagem de gordura dos homens deve ser de 3% a 6% e, das mulheres, de 8% a 12%. Ou seja, não basta fazer abdominais, é preciso fazer exercícios aeróbicos.

21. Você também tem uma cicatriz no seu dedo indicador?

Foto: Reprodução/Depositphotos

O primeiro a tocar o assunto no Twitter foi um jornalista russo chamado Oleg Kashin, embora sugerisse que apenas homens tivessem essa cicatriz. Mas logo ficou claro que as mulheres também apresentavam esta marca.
Explicação: provavelmente isso tem a ver com pequenos acidentes que acontecem com quase todo mundo. Se você for destro, a cicatriz no dedo indicador esquerdo provavelmente apareceu quando se cortou com uma faca na cozinha ou quando trabalhou com um martelo e pregos. No caso dos canhotos, claro, a cicatriz tende a ser no dedo esquerdo.

Loading...

Avatar

Artigo escrito por Alex Valadares, engenheiro eletricista por formação e grande admirador do mundo da arquitetura e curiosidades do mundo. Fundador, produtor, editor e roteirista do site X4T e página Portal na rede.

Alguém passou muita vergonha nessas 23 trocas de mensagens

8 tirinhas que surpreendem com um final totalmente imprevisível