in

27 animais tão incomuns que parecem ter saído de um filme de ficção científica

Nosso planeta é realmente impressionante, ele abriga um quantidade imensa de vida em diferentes eco-sistemas de sua biosfera. Os cientistas encontram novas espécies de animais e plantas frequentemente em diferentes regiões.
Atualmente se tornou mais fácil de encontramos registros de fenômenos, espécies e coisas curiosas e singulares, pois com o avanço da tecnologia, as pessoas conseguem registrar imagens que possuem uma boa qualidade e assim compartilham em diversas redes sociais.
Pensando nisso nossa, equipe de redação do site X4T, selecionou uma galeria de imagens mostrando animais tão inusitados que parecem ter saído de um filme de ficção científica. Vale a pena conferir todas elas!

1. O glaucus atlanticus, popularmente conhecido como dragão azul, é uma espécie de lesma-do-mar que boia de cabeça para baixo, se alimenta de águas-vivas e caravelas e absorve as toxinas desses animais para usar contra eventuais predadores.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

2. As galinhas showgirl receberam esse nome por causa de sua semelhança com as tradicionais dançarinas de Las Vegas, nos Estados Unidos.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

3. Cavalo-marinho pigmeu. Costuma se esconder nos corais e raramente ultrapassa os 2 centímetros.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

4. A lagartixa-satânica-cauda-de-folha é uma das descobertas recentes da ciência, e uma de suas principais características é a habilidade de se camuflar bem entre as folhas caídas no chão.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

5. Um molusco nudibranquio do gênero Chlamylla se alimentando de um hidroide — um de seus alimentos preferidos.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

6. O rhynchocyon petersi usa o seu focinho alongado em forma de bico para caçar e pegar insetos no solo.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

7. Phyllocrania paradoxa, também conhecido como louva-a-deus fantasma, usa sua forma para se camuflar entre as folhas. Durante estiagens, o inseto parece uma folha seca, porém, na temporada das chuvas, ele muda sua cor para verde.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

8. A aranha-caranguejo-das-flores é bastante astuta: ela é capaz de mudar de cor para poder se camuflar junto das flores. Fora isso, ela não tece teias, mas embosca as suas presas.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

9. Este é o ducula rufigaster, uma espécie de pombo-imperial. Essa ave colorida vive predominantemente na Papua-Nova Guiné e se alimenta de frutas.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

10. Dendrobates auratus. Quanto mais colorido for o anfíbio, mas venenoso ele será.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

11. O cerambicídeo-gigante é um dos maiores besouros da Terra e costuma ser encontrado apenas nas profundezas da Floresta Amazônica.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

12. A mosca-lanterna-pintada tem um nariz que funciona como um canudo, que ajuda esse inseto a sugar a seiva das plantas.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

13. O tamanduá-cigarra é um animal noturno e quase nunca desce das árvores. Ele não tem dentes, mas possui uma língua bastante pegajosa.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

14. Ratufa indica, também conhecido como esquilo-gigante-indiano. Diferentemente dos outros esquilos, essa espécie guarda seus alimentos em esconderijos no topo das árvores.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

15. O lagarto hemitheconyx caudicinctus passa a maior parte de sua vida escondido. Em geral, pode ser um excelente animal doméstico para os amantes de répteis (a espécie não é agressiva e se acostuma rapidamente com os humanos).

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

16. Os indivíduos da espécie de abelha xylocopa valga, ao contrário das demais abelhas azuis, costumam viver sozinhos.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

17. Urubu-rei. Esse predador pode pairar por horas no ar, precisando, para isso, bater as asas apenas algumas vezes.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

18. O solenostomus paradoxus, também conhecido como peixe-cachimbo-fantasma-ornamentado, é uma criatura bastante graciosa e difícil de encontrar, pois ele facilmente se camufla dentro dos recifes de coral.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

19. A mariposa da espécie antheraea sumatrana também é conhecida como bicho-da-seda em algumas regiões do mundo. No entanto, apesar do nome, esse inseto não produz seda.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

20. Os insetos conhecidos como soldadinhos ou viuvinhas, parentes das cigarras, trabalham em estreita colaboração com outros insetos: as formigas se alimentam das secreções doces que eles deixam e, em troca, os protegem de predadores.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

21. O peruphasma schultei é uma espécie de bicho-pau. Esse inseto só pode ser encontrado em uma estreita área dos Andes Peruanos, conhecida como Cordilheira do Condor, de aproximadamente 5 hectares.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

22. O lagarto cordylus cataphractus parece um dragão em miniatura e costuma viver em grupos de 30 a 60 indivíduos.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

23. Os integrantes da família triglidae, também conhecidos como cabrinhas, ao serem capturados por pescadores, emitem um som que lembra o coaxo de uma rã.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

24. O gorgonocephalus eucnemis, uma espécie de estrela-do-mar, consegue se locomover de maneira super rápida, mas não oferece nenhum risco ao ser humano: esse equinodermo se alimenta de plâncton.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

25. O caramujo-gigante-africano é considerado uma das espécies mais nocivas de caracóis: esses caramujos se espalharam pelo mundo inteiro e acabam substituindo gradualmente as espécies de moluscos locais, gerando danos ambientais.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

26. O sapo-folha cresce até 16 cm e pode facilmente passar horas camuflado no solo esperando por uma presa.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

27. Este é o macrourus. É vendido sem a cabeça em lojas e supermercados para não assustar os consumidores.

Foto: Reprodução/rfedortsov_official_account

Avatar

Artigo escrito por Alex Valadares, engenheiro eletricista por formação e grande admirador do mundo da arquitetura e curiosidades do mundo. Fundador, produtor, editor e roteirista do site X4T e página Portal na rede.