in

8 lugares abandonados que já estiveram sob as águas, mas hoje mais uma vez se tornaram visíveis

Lugar abandonado é aquele que foi esquecido no tempo, deixado de lado ou que não está mais em uso. Pode ser encontrado diversas construções interessantes ao redor do mundo. Muitas são conhecidas por sua beleza histórica, sua arquitetura peculiar e única, com estilos bem diferentes dos que estamos habituados a observar em nosso dia a dia.
Porém alguns lugares abandonados ficaram mundialmente conhecidos após terem emergidos das águas, em meio a uma paisagem única. Pensando nisso nossa equipe de redação do site X4T, selecionou uma galeria de imagens mostrando lugares abandonados que já estiveram sob as águas, mas hoje se tornaram visíveis mais uma vez. Confira abaixo a galeria completa!

1. Igreja de Santiago, uma igreja de 400 anos que emerge das águas de uma represa no México.
Esse enorme templo católico foi construído no século XVI, e abandonado no ano de 1773. O governo do México resolveu construir uma barragem no rio Grijalva, que acabou inundando toda a região, e a igreja ficou submersa. Mas agora, o nível do reservatório que fica próximo à igreja diminuiu – e ela ressurgiu das águas, em uma aparição rara nesses últimos anos.


Foto: Reprodução/Oddee

2. A Ilha da Primavera – Uma ilha em formato de tartaruga que só aparece três vezes por ano, na China.
Essa ilha curiosa em formato de tartaruga está situada no rio Muodaoxi, no sudoeste chinês. Ela dá o ar da graça somente três meses por ano, quando os níveis de água estão baixos, passando os outros meses debaixo d’água.


Foto: Reprodução/Oddee

3. Epecuén, a cidade fantasma da Argentina que ficou submersa por quase 30 anos.
Epecuen era uma cidade que, nos anos 1920, atraía muitos turistas graças à sua beleza, os hotéis, as casas noturnas e os restaurantes – sendo conhecida por uma cidade resort. Em 10 de novembro de 1985, um volume enorme de água, proveniente das longas chuvas, quebrou a barragem e inundou muitas áreas da cidade. Em 1993, a inundação lenta engoliu toda a cidade, até que foi coberta por 10 metros de água.
Quase 25 anos depois, em 2009, as chuvas não são mais constantes como antes e as águas começaram a diminuir e Epecuen emergiu. Ninguém voltou para a cidade, exceto Pablo Novak, de 81 anos, que agora é o único residente do lugar.


Foto: Reprodução/Oddee

4. Igreja St. Nicholas, na Macedônia.
Situada em meio a uma paisagem deslumbrante de planaltos verdejantes e picos nevados, a igreja abandonada de São Nicolau teria sido vítima de um lago artificial criado para fornecer água a uma usina de energia local.
Hoje, as ervas daninhas crescem a partir das ruínas e do telhado da torre está em colapso, mas este edifício em ruínas continuará a ser um ponto de interesse na paisagem para os próximos anos.


Foto: Reprodução/Oddee

5. Grüner See (Lago Verde) – o lago que se transforma em um parque.
Esse lago, localizado na Áustria, não é só famoso por sua linda cor esmeralda. No verão ele é um lago, e no inverno ele vira um parque. Essa “mudança de função” ocorre devido ao derretimento da neve das montanhas que estão à sua volta. A água escorre até formar um lago durante o verão, mas no inverno o lago seca e vira um lindo parque.


Foto: Reprodução/Oddee

6. A cidade chinesa que inundou após um terremoto, mas ressurgiu após cinco anos sob a água.
A aldeia de Xuanping, na China, foi afetada em 2008 por um forte terremoto, provocando um alagamento que a deixou completamente inundada e destruída. Após 5 anos do fato, ela ressurgiu do fundo das águas, provando que a natureza é realmente impressionante.


Foto: Reprodução/Oddee

7. Lake Mead, St. Thomas, Nevada.
Nessa região de Nevada, existem diversas cidades submersas, sendo uma delas St. Thomas. O lago, que existe há 80 anos, quando fica seco, torna possível que se veja alguns restos de construções na areia.

8. A igreja de Potosi, Venezuela.
A cidade de Potosi, em Táchira, Venezuela, foi inundada em 1985, mas nos últimos anos, ela está começando a ressurgir por causa da escassez de água no país. Em 2008, a cruz da igreja local começou a subir mais e mais para fora da água, revelando mais da estrutura gótico abaixo. Foi literalmente apenas a ponta de algo muito mais maciça.
Até 2010, a água havia recuado quase totalmente, revelando uma grande extensão de terra plana e um imponente, igreja gótica que foi uma vez quase submersa.


Foto: Reprodução/Oddee

Artigo escrito por Alex Valadares, engenheiro eletricista por formação e grande admirador do mundo da arquitetura e curiosidades do mundo. Fundador, produtor, editor e roteirista do site X4T e página Portal na rede.

18 pessoas da mesma família que definitivamente receberam presentes da genética

30 casas belgas que são tão feias que se tornaram engraçadas