in ,

Saiba como são por dentro os apartamentos conhecidos como “formigueiros” em Hong Kong

Por 150 anos, Hong Kong foi uma colônia britânica; ao ser devolvido aos chineses, o território teve assegurado até 2047 um grau elevado de autonomia. A China cedeu Hong Kong ao Reino Unido em 1842 após a Primeira Guerra do Ópio. Por cerca de um século e meio, o território foi uma colônia britânica.
E só foi devolvido aos chineses em 1997, quando Hong Kong passou a ser uma região administrativa especial da China, mas com um sistema político e uma estrutura econômica próprios. Hong Kong tem uma densidade populacional muito alta e, dessa forma ela acaba crescendo verticalmente, muitas pessoas moram em grandes prédios que são conhecidos como “formigueiros” por causa da enorme quantidade de habitantes que moram neles.
Assim, nossa equipe de redação do site X4T, selecionou algumas fotos que mostram como vivem os moradores de Hong Kong nos prédios que são chamados de formigueiros.


Foto: Reprodução/East News


Foto: Reprodução/East News

Abaixo você pode conferir em uma vista externa, alguns dos prédios que são denominados de “formigueiros” em Hong Kong.
O custo médio por metro quadrado aqui é de o equivalente a cerca de 119 mil reais. Para que tenhamos uma comparação melhor, o valor médio do metro quadrado no Rio de Janeiro (um dos mais altos do país) é de cerca de 10 mil reais. Portanto, a desigualdade social é bastante pronunciada em Hong Kong, e em um prédio “formigueiro” geralmente há diversos tipos de moradia, destinadas a pessoas com diferentes níveis de renda.

Foto: Reprodução/East News


Foto: Reprodução/East News

Nos “formigueiros” há 4 tipos completamente distintos de moradias:
1. Alojamentos para pessoas muito pobres: mais de 20% da população de Hong Kong — quase 1,5 milhão de pessoas — vive abaixo da linha de pobreza. Para essas pessoas, os “formigueiros” são uma espécie de albergue — quartos com cerca de 20 “cabines” individuais de 180 por 60 cm. Pessoas humildes sobrevivem, literalmente, em tais locais e levam suas vidas normais assim. Tais moradias não são baratas, até mesmo em tais condições desumanas, cerca de 700-800 reais por mês. A grande maioria dos moradores não é desempregada. Muitos trabalham nas feiras ou lavando pratos, mas, ainda assim, não podem pagar por melhores condições de vida e vivem nesses locais por anos.

Foto: Reprodução/East News


Foto: Reprodução/East News


Foto: Reprodução/East News

2. Habitações compartilhadas para pessoas de baixa renda: para essa classe há apartamentos comunitários. Há normalmente 5-6 quartos minúsculos em um apartamento, onde a cozinha e o banheiro são compartilhados com todos os moradores. Nos quartos há espaço apenas para uma mesa e uma cama. Se tiver sorte, terá espaço ainda para colocar um armário, mas normalmente os moradores costumam pendurar suas roupas na parede mesmo. O aluguel de um quarto em tais apartamentos sai por aproximadamente 2 mil reais por mês (valores em moeda local).

Foto: Reprodução/East News


Foto: Reprodução/East News

3. Pequenos apartamentos para jovens: começar uma vida independente em Hong Kong não é nada fácil: para alugar um imóvel você precisará de muito dinheiro. Um apartamento de um quarto, por exemplo, nesses complexos habitacionais (“formigueiros”), que seja afastado do centro, vai custar cerca de 6.600 reais por mês. Ao mesmo tempo, o salário médio dos homens é de o equivalente a 9.900 reais, e o das mulheres, de 7.700. Por isso, os jovens normalmente só podem pagar por apartamentos muito pequenos, que não vão lhes oferecer muito conforto. Em uma grande parte dos apartamentos não há nem sequer uma cozinha. O lado positivo é que tais moradias, muitas vezes, estão equipadas com muitas estruturas inteligentes, armários embutidos e móveis com recursos extremamente úteis para espaços pequenos.

Foto: Reprodução/East News


Foto: Reprodução/East News

4. Apartamentos para pessoas de classe média: cidadãos relativamente bem-sucedidos de Hong Kong, que tenham se realizado profissionalmente e recebam bons salários, podem alugar apartamentos melhores nos “formigueiros” ou talvez até tenham seus apartamentos próprios com cozinhas e banheiros. Frequentemente, os apartamentos ainda são consideravelmente pequenos, com capacidade para 4-5 pessoas no máximo.

Foto: Reprodução/East News


Foto: Reprodução/East News

É comum que nem todos os membros de uma família tenham quartos individuais. Por isso, os engenhosos moradores de Hong Kong tentam achar uma “solução” para esse problema. Muitas vezes, eles instalam, por exemplo, camas futurísticas (foto) que acabam sendo, essencialmente, como quartos separados.

Foto: Reprodução/East News

Loading...

Avatar

Artigo escrito por Alex Valadares, engenheiro eletricista por formação e grande admirador do mundo da arquitetura e curiosidades do mundo. Fundador, produtor, editor e roteirista do site X4T e página Portal na rede.

28 ilustrações poderosas que certamente te farão refletir

Marido faz tatuagem inusitada da esposa de foto que ela odeia